Terça-feira, 19 de Junho de 2007

Como poupar dinheiro e ajudar o Ambiente.

Porque é preciso uma nova atitude...

Pequenos grandes gestos que ajudam o Meio Ambiente 

ÁGUA
 
  1. - Feche sempre muito bem a torneira, logo que não precise mais de água e todas as que vir a pingar. (A torneira  a pingar 1gota/segundo pode gastar até 45L de água por dia e um "fiozinho" de água 2 068L de água por dia)
  2. - Concerte as torneiras e autoclismos.
  3. - Sempre que vir uma rotura/fuga de água na rua, avise a entidade distribuidora  para que seja rapidamente resolvida.
  4. - Limpe o carro  de balde e esponja/pano e o pátio de balde e vassoura - os gastos de água serão incrivelmente menores..
  5. - Não deixe a água a correr quando lavar a louça, os dentes, a cara, fizer a barba, tomar banho, regar, etc.
  6. - Opte por torneiras de menor caudal (4L/min), sempre que tiver necessidade de trocar uma torneira clássica.
  7. - Instale torneiras com aerador (rede na saída da água). Ele dá a sensação de maior vazão, mas, na verdade, faz exactamente o contrário.
  8. - Antes de lavar a loiça, limpe-a muito bem com talheres ou com as mão, removendo o máximo de sujidade que lhe seja possível. (evitando gastar mais água)
  9. - Lave a loiça numa bacia com água e abra a torneira só para enxaguar.
  10. - Aproveite sempre que possível a água da chuva. Você pode armazená-la em recipientes colocados na saída das calhas ou na beirada do telhado e depois usá-la para regar as plantas. Só não se esqueça de deixá-las tapadas depois, para evitar a proliferação dos mosquitos, que colocam as suas larvas na água.
  11. - Utilize a água fria que o esquentador demora aquecer, para limpar a casa, regar plantas ou encher o autoclismo por exemplo.
  12. - Coloque uma garrafa cheia de água ou areia no interior do depósito do seu autoclismo. A água que se gasta em cada descarga no autoclismo é superior à que realmente é necessária. (Pode poupar4 a 8L em cada descarga).
  13. - Diminua as doses de detergentes de limpeza e não despeje óleos, nem produtos químicos pelo cano a baixo, porque contaminam grandes quantidades de água e matam os microrganismos  das estações de tratamento (que ajudam no tratamento da água) e para além disso são necessárias dispendiosas e elaboradas operações de tratamento  para neutralizar/eliminar esses resíduos para que possa novamente ser utilizada a água por todos nós. Podem colocar o óleo e produtos químicos garrafas de plástico (enchendo-as assim evita encher muitas) e por para reciclar .
  14. - Regue o jardim de manhã cedo ou ao fim da tarde. Nos períodos de maior intensidade solar, grande parte da água de rega perde-se por evaporação.
  15. - Um chuveiro de baixa pressão equivale a poupanças significativas, na quantidade de água aquecida - e pode evitar a emissão de 160kg de CO2 por ano. 15% da energia gasta numa casa vai para o aquecimento da água.
  16. - Prefira os duches aos banhos de imersão.
  17. - Use apenas detergentes branqueadores biodegradáveis. Detergentes com perborato de sódio (SPB)  é prejudicial à vida em ambiente aquático, enquanto que o perclorato de sódio (SPC) não é prejudicial.

 ELECTRICIDADE

 

  1. - Utilize lâmpadas fluorescentes compactas (CFL) energeticamente eficientes, que reduzem o consumo de energia em 80% e as lâmpadas de halogéneo em menos de 40% quando comparado com a utilização de lâmpadas incandescentes.
  2. - Desligue a luz ou qualquer aparelho eléctrico da corrente eléctrica assim que não estiver a precisar (sem esquecer é claro de carregadores e aparelhos que ficam (em standbay) com aquela luz acesa), caso se verifique que o arranque destes não consome mais do que o tempo que vai se encontrar desligado.
  3. - Escolha electrodomésticos de alta eficiência (classes A, A+ e A++). Normalmente, as diferenças de preço são pequenas e as poupanças de energia consideráveis.
  4. - Se tiver mesmo que adquirir um aparelho de ar condicionado não escolha o mais potentes (gastador) do que precisa. Opte por sistemas com um alto COP (Coeficiente de Desempenho, relação entre a energia térmica produzida e a electricidade consumida).
  5. - Evite abrir desnecessariamente a portado do frigorífico, deixar durante muito tempo aberta ou colocar algo muito quente dentro deste, quando isso acontece, o frigorífico pode gastar ate 20% de energia eléctrica total do electrodoméstico.
  6. - Verifique o estado das borrachas do frigorífico , caso não vedem bem devem ser substituídas.
  7. - Limpe o gelo do congelador para diminuir o consumo de electrecidade.
  8. Desligue as luzes dos locais onde não se encontra ninguém.
  9. - Use lâmpadas com regulador de intensidade, assim pode escolher a quantidade de luz exacta de que precisa.
  10. - Reduza as luzes que usa. Compre um regulador de intensidade ou retire algumas  lâmpadas, em vez de acederem 5, passam a acender 3. No exterior da casa, coloque sensores para que apenas acendam na presença de alguém.
  11. - Use as escadas em vez do elevador. Economiza energia eléctrica e gasta calorias.
  12. - Deixar as janelas abertas com os sistemas de climatização ligados desperdiça imensa energia. Um ar condicionado nessa situação será obrigado a trabalhar mais tempo para arrefecer o ar que entra da rua. Por hora a mais que um aparelho de 8 000 CTU funciona são gastos 2,3 kWh – e mais de 1kg de CO2 é lançado na atmosfera.
  13. - Utilize a luz natural sempre que poder. Economiza energia eléctrica e torna o local mais agradável.
  14. - Reduza a temperatura de lavagem de roupa. O aquecimento é responsável por 80% a 85% dos gastos energéticos da máquina. Lavar a 40ºC (0,6 kWh por ciclo) em vez de 6oºC (1,3 kWh) diminui o consumo de electricidade em 46%.
  15. - Tem mesmo de secar a roupa na máquina? Lembre-se que em média, chove entre 65 e 100 dias por ano, em Portugal. E por cada hora que trabalha, uma máquina de secar leva à emissão de 1,5kg de CO2. Se, apesar de tudo, decidir que não consegue viver sem ela, utilize-a só com a carga máxima.
  16. - Lave a roupa apenas com a máquina cheia. Se não for possível, opte por programas mais curtos, que fazem poupar até 1/5 de energia. Um gesto importante, quando se sabe que o tratamento de roupa é responsável por 7% do consumo eléctrico de uma casa.
  17. - Use os electrodomésticos fora dos horários laborais. Nos períodos de ponta, de picos de consumo energético, a EDP pode ser obrigada a aumentar a capacidade de produção, recorrendo, inclusivamente, a centrais a gasóleo. Tente programar os seus electrodomésticos para o período entre as 20 e as 7h da manhã e ao fim-de-semana.
  18. - Verifique o calcário da máquina da roupa, que pode fazer com que a resistência funcione mal e gaste mais energia a aquecer a água.
  19. - Espere até ter uma grande quantidade de roupa para engomar e desligue o ferro um pouco antes de terminar o trabalho. Se tiver para comprar um, saiba que um ferro de engomar com uma potência de 1500W gasta menos 25% de energia que outro de 2000W.
  20. - Opte por um computador portátil. Pode poupar até 90% de energia o que, para utilizações médias de 5h por dia, evita durante 1 ano, a emissão de 12kg de CO2.
  21. - Opte por aparelhos electrónicos com a etiqueta Energy Star. Esta certificação da Agência de Protecção Ambiental Americana garante que os equipamentos são de 10% a 50% mais eficientes no consumo de energia.
  22. - Use o micro-ondas em vez do forno, para aquecer comida. Além disso, com um comum acessório que permite aquecer dois pratos ao mesmo tempo, diminui os gatos de energia para metade.
  23. - Retire os carregadores de telemóvel das tomadas, assim que a bateria estiver carregada; não é por acaso que o aparelho se mantém quente, mesmo quando não está a carregar o telemóvel.
  24. - Reduza a intensidade do ar condicionado em 1ºC que representa 10% de poupança energética. Mesmo que seja utilizado apenas 10 horas por dia, ao longo de 3 meses de Verão, esta simples acção representa menos 100kg de carbono emitido para a atmosfera.
  25. - Escolha máquinas de lavar com as capacidades adequadas às suas necessidades e se possível, com opção de meia carga.
  26. - Limpe ou substitua os filtros de ar condicionado com frequência. Filtros sujos impedem o escoamento do ar, obrigam a um maior gasto de energético e faz mal à saúde.
  27. - Ponha a máquina da loiça a trabalhar apenas em modo económico ou rápido, o que permite poupanças de energia entre 40% e 60%. Não passe por água antes (basta não deixar os restos de comida secarem).
  28. - Nas casas de banho públicas se poder escolher, utilize o secador de mãos eléctrico. Visto que é necessário muito menos energia para aquecer e soprar ar para as suas mãos, do que fabricar toalhas de papel, transporta-las e deitá-las fora.
  29. - Instale o frigorífico num local fresco e longe de fontes de calor. Baixando a temperatura envolvente em 5ºC pode economizar até 30%.
  30. - Ajuste a temperatura do termóstato do frigorífico, de forma a impedir a formação de gelo (-15ºC para o congelador). O gelo acumulado no congelador provoca um aumento de consumo. Uma camada de gelo superior a 5mm pode causar um aumento de energia de cerca de 30%.
  31. - Mantenha a parte traseira do frigorífico, congelador ou arca limpa e ventilada.

 

TRANSPORTES

 

 

  1. - Não faça do carro um armazém móvel; 100kg de carga podem aumentar o consumo de combustível em mais 1L por 100Km. Ao fim de 15000km, estes quilos extra são responsáveis pela emissão, perfeitamente evitável, de 24kg de CO2 e por mais 180 euros, na factura do combustível.
  2. - Evite ter uma condução agressiva, alargue o seu campo de visão e evite travagens bruscas e mudanças de velocidade inúteis, possibilitando cerca de 5 a 10% de economia de combustível e redução do desgaste do carro (motor, pneus, travões..). Velocidades altas aumentam significativamente o consumo de combustível.
  3. - Desligue o motor durante paragens prolongadas.
  4. - Não use o carro para trajectos curtos - ande a pé ou de bicicleta. Imagine que percorre 1km por dia para ir comprar pão. Se for  a pé, num ano, terá evitado 50kg de emissões, poupado 35 euros e gasto cerca de 4500 calorias.
  5. - Vá para o emprego de transportes públicos; evita o stress do dia-a-dia e a manutenção de um carro é mais cara do que um passe mensal de transportes, ou partilhe o carro com outras pessoas, num esquema de boleias previamente combinadas.
  6. - Faça as revisões dentro do prazo previsto, verifique o óleo uma vez por mês e controle a pressão dos pneus - 0,5 bar a menos pode aumentar o consumo em 5%.
  7. - Utilize a mudança mais alta possível a uma velocidade constante (caso tenha utilize o  “Cruise Control”) e sempre que possível, mantenha as rotações do motor abaixo das 2500 rotações por minuto para os carros a gasóleo e 3000 rpm para os carros a gasolina.
  8. - Durante aceleração, troque de mudança entre as 2000 e 2500 rpm nos motores a gasolina e entre as 1500  e 2000 rpm nos motores a gasóleo ;
  9. - Os suportes para o tejadilho alteram a aerodinâmica do carro, prejudicando a performance e aumentam consideravelmente o consumo de combustível - retire os sempre que não estiverem a ser usados.
  10. - Evite sempre que possível conduzir com as janelas do veículo abertas, visto que  provocada resistência aerodinâmica, fazendo com que aumente o consumo cerca de 4% do combustível.
  11. - O ar condicionado ligado aumenta o consumo de bateria e combustível. No caso de ter muito calor, evite ligar o ar condicionado pelo menos na cidade e de mal o menos abra a janela do veículo.
  12. - No Verão, planeie as viagens paras as alturas mais frescas do dia, evitando usar o ar condicionado, responsável pelo aumento do consumo em cerca de 20%. No Inverno, adopte a estratégia contrária.
  13. - Precisa mesmo de um todo-o-terreno? Pick-ups, 4X4 e minivans são verdadeiras chaminés, campeões do consumo de combustível. Em média, um veículo deste género emite o dobro de um carro ligeiro. Pense bem no que isto faz ao ambiente e à sua carteira.
  14. - Na compra de um veículo novo tenha em consideração a sua eficiência energética e o seu consumo.
  15. - Quando conduzir indique sempre com os "piscas" a sua intenção  de  mudar de direcção tanto em cruzamentos / entroncamento e rotundas. Visto que, se os outros condutores souberem da sua intenção com antecedência, escusam por vezes de parar o veiculo ou travar bruscamente.
  16. - Escolha um carro híbrido (combinação de motores a gasolina e eléctrico). Além de beneficiar de uma redução de 40% no imposto automóvel, gasta menos combustível - a velocidades inferiores a 20km/h e em descidas e pouco acentuadas, o motor desliga-se. 15000km num híbrido emitem menos 525kg de CO2 do que um carro a gasolina.
  17.  - Evite o avião, especialmente em trajectos curtos. este é o maior poluidor de todos os transportes; numa viagem de ida e volta entre Lisboa e Madrid são emitidos 140kg de CO2 por passageiro. Uma vez que o consumo de combustível é mais acentuado na descolagem e na aterragem, são especialmente penalizadoras as viagens de curta distância. Prefira o comboio para deslocações inferiores a 500km. Contabilizado o período de espera no aeroporto, vai ver que compensa, mesmo em termos de tempo.
  18. - O motor dos automóveis não precisam de ser aquecidos antes do arranque, visto que aquecem mais rapidamente em andamento.
  19. - Conduza com suavidade nos primeiros quilometros. O consumo e a emissão de poluentes são maiores antes do motor atingir a temperatura ideal.
  20. Mantenha-se atento ao trânsito, antecipando manobras e evitando travagens bruscas.
  21. - Respeite as indicações do fabricante para a manutenção do seu carro. Exp: Problemas nas velas, nos injetores, ou filtros de ar podem aumentar o consumo até 50%.
  22. - Quando estiver a estacionar utilize apenas a embraiagem e pondo o pé ligeiramente no acelerador .
  23. - Pode arrancar o carro em segunda caso se encontre numa descida. Permitindo diminuir o consumo e poluente para o ar.

 

 

3R - REDUZIR - REUTILIZAR - RECICLAR

 
  1. - Recicle o lixo. Ao separá-lo, contribui 2 vezes para a redução do efeito de estufa; evite a produção de matéria virgem e reduz a quantidade de detritos que vai para aterro ou incineração, processos que só por si são responsáveis pela emissão de CO2. Cada tonelada de plástico reciclado poupa 1,35 toneladas de CO2; de vidro, 0,835; de metal 1,795; de papel e cartão de embalagem, 0,43 toneladas. Estará ainda a gerar emprego e a dar oportunidade a reciclagem de materiais.  
  2. - Utilize os dois lados da folha de papel, aproveite as folhas “estragadas” para deixar recados ou como testes de impressão por exemplo. Lembre-se de que, em2005, a produção portuguesa de papel emitiu 880 000 toneladas de gases com efeito de estufa.
  3. - Não agarre panfletos que são entregues na rua a não ser que esteja interessado nas informações e caso agarre, não deite para o chão depois de tê-lo lido.
  4. - Melhore o seu computador, invés de comprar um novo. Anualmente, mais de 20 milhões de toneladas de lixo electrónico são deitados fora e a maioria ainda não é reciclada.
  5. - Gaste o mínimo de papel para limpar as mãos, nas casas de banho públicas, sacudindo bem as mãos evitando assim maiores gatos de papel.
  6. - Seja solidário e de as roupas, sapatos e aparelhos que já não usa, pois este podem  ser úteis para as outras pessoas.
  7. - Conserte os electrodomésticos sempre que poder, assim evita comprar novos e produzir mais lixo.
  8. - Compre produtos que permitam a reutilização das embalagens.
  9. - Dê preferência a produtos fabricados com materiais reciclados. Desta maneira, você estará reduzindo o uso da matéria-prima, gastando menos energia e ajudando o planeta.
  10. - Guarde o lixo consigo até encontrar um local adequado para o colocar, caso se encontre na rua.
  11. - Utilize talheres, copos e pratos de louça. Os descartáveis geram lixo e demoram a decompor-se.
  12. - Tenha em casa um pequeno compostor doméstico, com restos orgânicos; como cascas de frutas, legumes e folhas e assim produz adubo natural para o seu jardim.
  13. - Evite pinturas e limpezas com produtos contendo solventes. Utilize preferencialmente tintas e vernizes de base aquosa e produtos de limpeza sem solventes, dado o papel fundamental que estas substâncias desempenham na formação do ozono troposférico.
  14. - Evite comprar o que não precisa, para não gerar mais lixo. Para facilitar, faça uma lista prévia e além de economizar, fará menos lixo.
  15. - Evite trazer muitas embalagens nas compras, quando pode trazer embalagens familiares com a mesma quantidade e mais barata.
  16. - Use guardanapos, lenços e fraldas de pano.
  17. - Utilize vapor de água para a limpeza da casa.
  18. - Sempre que possível, compre e utilize produtos feitos de materiais reciclados e encoraje outras pessoas a fazer o mesmo
  19. - Evite os sacos de plástico. Se usar 20 sacos de plástico novos por mês, admitindo que o índice do plástico é 6,25kg de CO2 por quilo e que cada saco pesa 10g, estará a contribuir com 15kg de CO2 por ano. Por isso, invista num saco mais robusto e durável (um de algodão emite apenas 600g de CO2, num ano) ou reutilize o das compras anteriores.
  20. - Use pilhas recarregáveis.
  21. - Opte pelo papel reciclável, promovendo o aumento da produção deste.
  22. - Prefira produtos não empacotados. 2/3 dos resíduos urbanos da União Europeia são embalagens. Tenha em mente que cada tonelada de cartão produzida emite 644kg de CO2; de plástico, 1600kg; de vidro, 2905kg; e de metal, 2970kg. Se não poder evitar as embalagens, reutilize-as ou recicle-as.
  23. - Não deite os telemóveis velhos ou as impressoras para o lixo. Há entidades especializadas na recolha e reciclagem de resíduos de equipamentos eléctricos e electrónicos. Pode entregá-los nos revendedores que, no caso da compra de um novo, são obrigados a aceitar o usado. 
  24. - Desembrulhe as prendas com cuidado e reutilize o papel. Se, no próximo Natal, utilizar 3m2 de papel de embrulho estará a contribuir com 154g de CO2. Multiplicando este nº por 10 milhões de portugueses… Seja imaginativo e ofereça presentes embrulhados em papel de revista ou pano.
  25. - Tenha, no emprego, um copo par a água. Se utilizar 3 copos de plástico por dia, emitirá 20 kg de CO2 por ano.
  26. - Evite comprar objectos que contenham mercúrio.
  27. - Evite usar produtos com difusor em spray.
  28. - Tente usar detergentes sem químicos.
  29. - Não queime coisas que já não quer, para isso é que existem as empresas de reciclagem e de tratamento de matérias não recicláveis que dão a estes matérias o melhor encaminhamento, reutilizando, eliminando ou minimizando ao máximo o impacte que podem trazer para o meio ambiente.
  30. - Rasgue os papéis ou compre um destruidor de papel em vez de os queimar.
  31. - Reencha toners e tinteiros.
  32. - Reutilize o envelopes, arquivos, caixas e clips.
  33. . Passe a ver as notícias só na Internet em vez de ver em revistas e jornais evitando assim toneladas de papel por ano.

 

ÁRVORES - AGRICULTURA BIOLÓGICA

 

  1. - Não corte ou destrua árvores  lembre-se que são elas que nos dão oxigénio para poder-mos respirar.
  2. - Plante uma árvore - ou várias. Cada uma absorve até 10kg de CO2 por ano. Em alternativa, pode recorrer a entidades como Carbono Zero ( www.carbono-zero.com ) ou a Carbon Free ( www.carbonfree.org ), que o fazem por si, compensando as emissões relacionadas com viagens ou os consumos domésticos.
  3. - Não queime a madeira que não precisa no Verão, mal por mal utilize no Inverno e escusa de comprar e queimar mais madeira.
  4. - Em vez de usar pesticidas à base de químicos, utilize substâncias naturais de origem vegetal. Por exemplo a Chelidonium majus (celidónia, arruda ou erva-andorinha), a Picris spinifera (raspa-sais-espinhosa e repassage) e a Thevetia peruviana ( também chamada de chapéu-de-napoleão, noz-de-cobra e yellow oleander), todas espécies nativas portuguesas.
  5. - Coma produtos agrícolas biológicos certificados, pois estes foram produzidos sem o recurso de químicos tóxicos persistentes.
  6. - Coma menos carne. Sabendo que a pecuária é responsável por 71% das emissões nacionais de gases com efeitos de estufa, no sector agrícola, e que consumimos, em média, + proteínas (especialmente carne) do que o recomendado pelos especialistas, não custa nada ser vegetariano uma vez por semana.
  7. - Opte por produtos locais. O que é nacional... emite menos CO2. Antes de comprar, verifique a origem dos frutos e vegetais e de como foram transportados até ao supermercado. Um carregamento por avião é cerca de 40 vezes mais poluente do que um por barco.
Aquecimento/Isolamento de uma casa

 

  1. - Se for comprar uma casa ou construir uma casa lembre-se que o ideal é ter a cozinha, a sala e os quartos virados para sul, podendo aproveitar ao máximo a luz do sol e diminuir o uso da electricidade.
  2. - Se poder use painéis solares. Claro que se trata de um investimento, mas a economia que terá na conta de luz, cobre o custo da instalação do equipamento em 3 anos, e depois são lucros.
  3. - Instale autoclismos de 2 descargas.
  4. - Um simples cortinado pode reduzir 30% das perdas de calor de uma casa. No Inverno, feche as cortinas, ao fim do dia. No Verão, a melhor arma contra o calor são os estores de lâminas.
  5. - Instale vidros duplos e tape as frestas com fita de espuma. Pelas janelas perde-se 10 % a 25% do calor e do frio de uma habitação. Esta mudança pode fazer poupar até 30% dos gastos energéticos com sistemas de climatização.
  6. - Feche as saídas de fumo da lareira, se não estiver a ser utilizada. E tenha em conta que os recuperadores de calor multiplicam 3X  a eficiência das lareiras.
  7. - Desligue a chama piloto do esquentador logo que não precise (isto se não tiver um esquentado inteligente).
Cozinha
  1. - Desligue o forno, antes de terminar um cozinhado; a  temperatura ainda se mantém, durante algum tempo.
  2. - Cozinhe de forma eficiente. Escolha o bico do fogão adequado ao tamanho do recipiente. Se o diâmetro da panela for 5cm maior do que o do bico, desperdiça-se cerca de metade da energia. Se estiver a cozinhar num fogão eléctrico, escolha um tacho de fundo liso para que haja bom contacto térmico entre as superfícies.
  3. - Tape sempre os recipientes e baixe a chama ao mínimo necessário., enquanto cozinha; panelas destapadas poderão gastar 3 vezes mais energia e se tapar irá poupar cerca de 20 a 30% de energia.
  4. O frigorífico gasta menos energia se o descongelador for limpo regularmente, sobretudo o pó da parte de trás.
  5. Pode reduzir-se a humidade do frigorífico ao guardar a comida em caixas, frascos ou sacos fechados. Isto irá diminuir o consumo de electricidade e a comida mantém-se fresca por mais tempo.
  6. O arrefecimento é um processo que gasta muita energia. Cada grau acima da temperatura recomendada (5ºC para frigorífico e -18ºC para congelador) irá aumentar o consumo em 5%.
     

 

 

Estes são alguns dos muitos pequenos gestos que trazem grandes resultados na ajuda do meio ambiente.

 

Agradeço todas as sugestões que possam dar ...

 

 

 

 

Lembra-te, este problema é meu é teu e é de todos nós.

 

Se conseguir fazer destes pequenos gestos, hábitos naturais do dia a dia; estará ajudar e muito o meio ambiente.

 

Conto contigo para pores em prática estas acções e para as divulgares.

 

É que o tempo urge …

 

Será que é preciso mais avisos da Mãe Natureza?

 

Será que não somos capazes de viver em simbiose com a Natureza?

 

Quando é que o ser Humano vai acordar para a realidade deste Nosso Grande Problema?

 

Será que vai a tempo?

 

Será que acorda?

 

 

 

 

Tudo depende de como vês, enfrentas, aceitas e das valor às coisas.

De que estás à espera?

 

 

 
Pensa nisto…
 

(simbiose de paz verde na terra)

 

 

 

                                                                                            Pedro Gonçalo C. S. Silva

:
Publicado por simbioseverde às 09:36

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
12 comentários:
De debora a 14 de Fevereiro de 2008 às 18:05
Tudo o q tens aqui sao mais do que dicas que as pessoas poderiam seguir sem qualquer dificuldade... confesso que algumas acabei de aprender quando li e q agora vou seguir ;) []
De Poupar energia no ar condicionado a 16 de Abril de 2008 às 18:17
Gostava de dar os parabéns pelo excelente post que reúne dicas de elevado valor para mudarmos os nossos comportamentos e podermos mudar as perspectivas do nosso planeta. Gostei especialmente das dicas do ar condicionado e do fecho das saídas de fumo da lareira. Marta.
De ana a 4 de Outubro de 2008 às 10:42
acho muito bem que poupemos o mundo ficara melhor conosco e com toda a gente que o fizer a minha dica e esta e deixo-a aqui
poupem e os vossos problemas e os de toda a gente desapareçao,reciclem e para voces saberem como eu poupo reciclo..............ate fiz um espectakulo sobre isso
beijinho e se precisarem de dicas digam eu venho aki muitas vezes e respondo
De simbioseverde a 8 de Outubro de 2008 às 20:36
Olá Viva!!

Muito obrigada pelos vossos comentários.
Obrigada por existirem e serem quem são.
Obrigada por ajudarem o ambiente.
Muito obrigada.
São pessoas como vocês que me dão de alguma forma força para continuar..

Tudo de bom para vocês :)
De Tiago a 3 de Março de 2009 às 14:38
Caro amigo Pedro. É com muito gosto que vejo o teu empenho e dedicação para a causa do Ambiente. Relativamente ao Post penso que tens aqui boas dicas que as pessoas podem aproveitar. São dicas simples, mas que podem trazer grandes benefícios não só para o Ambiente que é de todos nós, mas também para os "bolsos" das pessoas em tempo de crise.

Continua o trabalho de sensibilização e partilha de informação, porque estás no caminho certo.

Grande abraço,

Tiago Silva Rebelo
De como poupar a 15 de Março de 2009 às 15:31
Como Poupar (http://comopoupar.wordpress.com/). saiba mais como poupar em
http://comopoupar.wordpress.com/ temos la muitas dicas para ti! No poupar é que ta o ganho.
De Nuno Teixeira a 15 de Outubro de 2009 às 22:22
Olá, parabens pelo site gostei muito, está muito completo. Somos poucos a pensar assim. Em Portugal só 12000 pessoas votaram no ambiente. Dia 24 de Outubro vai haver um evento em Lisboa para ajudar o Ambiente. Podes consultar o site http://www.350.org e pesquisar uma acção em Portugal. Ve o meu site, está desatualizado mas espero que gostes. Obrigado e boa sorte para todos
De Adelino Malafaia a 20 de Outubro de 2009 às 22:56
Enquanto reciclar ainda não é obrigatório por lei, enquanto poluir compensa monetariamente e enquanto os lobbies definirem as políticas governamentais das nossas sociedades, restam apenas os sonhadores "extremistas" de ideais como tu, para lutar por algo nobre, por um sonho, por uma utopia quase que metafísica, que mais não é que, manter este planeta que é meu, teu e nosso "viável" para os nossos filhos.
Parabéns pelo grande blogue que tens aqui!

O mundo muda a cada gesto nosso...
De Ellen Augusta a 10 de Março de 2010 às 03:52
Não achas pouco ser vegetariano uma vez por semana?
A ONU já publicou há anos trabalhos demonstrando que a pecuária é mais poluente e nociva do que o transporte e do que as queimadas (até por que pecuária provoca queimadas e usa transportes).
Informe-se e veja que estas pequenas atitudes do dia a dia ajudam sim mas apenas a nossa consciência, pois os efeitos a longo prazo são mínimos. Além de tudo, matar animais para consumo é sim assassinato consentido.
Ellen Augusta. Bióloga e escritora
De Fernando a 16 de Novembro de 2010 às 09:32
Olá, Pedro gostaria de receber alguma autorização para ultilizar algumas imagens em um outro site.
Grato Fernando

Comentar Post

-Sobre mim

-Pesquisar neste blog

 

-Fevereiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

-Posts

- Filmes videos séries que ...

- Separação do lixo

- Árvores De Portugal

- A Importância das Plantas

- Compre um carro que polui...

- O Homem é o "vírus"..é a ...

- Os 10 Carros Menos Poluen...

- Fontes de Energias Renová...

- Fontes de energia alterna...

- Projectos e invenções par...

- Algumas Organizações Ambi...

- Sabia que...?

- Videos - Ambiente

- Efeito de estufa

- Como poupar dinheiro e aj...

-Arquivos

- Fevereiro 2016

- Janeiro 2008

- Dezembro 2007

- Agosto 2007

- Julho 2007

- Junho 2007

-Tags

- todas as tags

-Links

-Protect

-GreenPeace

www.greenpeace.pt

-Relógio

-Contador de Visitas

contador gratis
contador gratis

-subscrever feeds